Maglore - Discografia


Maglore é uma banda que se revela em algum lugar entre a bossa nova e rock n' roll. De som orgânico e arranjos preciosos, o trio baiano temo como principal característica a canção popular. Todavia, a preocupação com a poesia e a escrita não deixam de lado o apuro estético em constante mutação ao longo dos anos. Inqueetude é a palavra de ordem. Tudo isso em função da descoberta, da experimentação e sem perder a qualidade e a sua essência.
Durante todo o ano de 2010, a banda Maglore viajou pelo país com o intuito de apresentar sua obra musical até então, o EP “Cores do vento”, com 5 músicas, lançado em agosto de 2009, data que marcou o início das atividades da banda.

Advindo de Salvador-BA, o grupo atualmente é formado por Teago Oliveira (voz e guitarras), Rodrigo Damati (voz e baixo) e Felipe Dieder (bateria), tendo em sua constituição original Teago Oliveira (voz e guitarras), Léo Brandão (teclado e guitarras) Nery Leal (baixo) e Felipe Dieder (bateria). Conceitualmente, fazem um rock “tropical”, sem, contudo, desacreditar do pop, levantando a bandeira de que pode – e deve! – haver qualidade no mercado popular.

Com participação assídua em festivais de todos os portes como o FUN Music, de São Paulo (3º lugar, em 2009), Coca-Cola Zero – Desafio das Bandas (1º lugar, em 2009), Big Bands (2010), Feira Noise (2010), Festival de Verão Salvador (2010) e Rock de Cordel, em Fortaleza (2011), a Maglore veio, desde o seu início, ganhando o respeito e atenção do público e crítica. Além dos festivais, o grupo tem público cativo nos shows em Salvador e outras cidades da Bahia, se consagrando como destaque na cena independente baiana. Em âmbito nacional, o grupo tem viajado bastante e está acostumado a circular pelas casas de shows de vários Estados, principalmente no sudeste e nordeste.

O contingente de pessoas que, a cada dia, descobre o Maglore e suas músicas, está crescendo. Em que pese independente, a banda sabe aproveitar as ferramentas que lhe estão à disposição para divulgar seu trabalho. Utilizando-se das mais diversas redes sociais, o grupo vem formando seu público, abrangendo fãs de todo o país.

O que se tem hoje é uma legião de pessoas que não somente ouvem as músicas, como também que apoiam o grupo, em todos os sentidos: divulgam, comparecem e consomem, formando uma rede de pessoas que apostam no potencial da banda.

Com a virada do ano de 2011 a banda lança seu primeiro álbum, intitulado “Veroz”, feito de forma integralmente independente. A obra, musicalmente bastante heterogênea, é uma compilação de várias fases do grupo, misturando-se as canções do EP (2009) com novas composições e vertentes estéticas variadas do quarteto, de modo que as 13 músicas sintetizam toda a variação musical que a banda propõe.

O disco, cuja produção é assinada novamente pelo renomado Jorge Solovera, chileno radicado em Salvador-BA, tem um conceito bem construído, que se reflete tanto nas músicas quanto na arte visual. Inspirado na obra do argentino Diego Gravinese, o designer Igor Alessandro Andrade usou sua autenticidade para compor uma capa intrigante, conectada a um encarte extremamente autêntico, que conta a cada página a história das pessoas por trás da Maglore.

O acabamento estético de “Veroz” é um reflexo do diversificado conteúdo musical da banda. Fugindo de conceitos, trata-se de um disco de música essencialmente popular. Feito para se cantarolar no chuveiro, nas ruas – e nos shows! – é um conjunto de músicas diferentes entre si, que, contudo, remetem a uma identidade musical própria, seja pelas letras, pelos timbres de guitarra ou pela estrutura das próprias canções. É um disco para se ouvir sem preconceitos, sem rótulos e de peito aberto, sobretudo porque foi feito com sinceridade.

O segundo álbum da Maglore é o “Vamos Pra Rua”, lançado em 2013. Dando uma cara nova ao estilo da banda após a saída de Léo Brandão e Nery Leal e a chegada de Rodrigo Damati, Vamos Pra Rua traz em seus sons uma mistura de bossa nova com rock, nada semelhante ao álbum anterior. Com musicas mais calmas e “ambiente”, em Vamos Pra Rua há musicas para quem quer sentar e relaxar, como Nunca Mais Vou Trabalhar e para quem quer se animar e sair do chão, como Avenida Sete. (Texto: Site Oficial & Last.fm).



Discografia
 
Senha dos arquivos: brrock

 

Cores do Vento (2009) [EP]
01. Às Vezes Um Clichê
02. Todos Os Amores São Iguais
03. Enquanto Sós
04. A Sete Chaves
05. Lápis de Carvão



Veroz (2011)
02. Tão Além
03. Enquanto Sós
04. Megalomania
05. Todos Os Amores São Iguais
06. Démodé
07. Pai Mundo
08. A Sete Chaves
09. Lápis de Carvão
10. Amaria Sonhos Coloridos
11. Despedida



Vamos Pra Rua (2013)
01. Demais, Baby!
02. Quero Agorá (Part. Carlinhos Brown)

03. Avenida Sete
04. Motor
05. Vamos Pra Rua
06. Espelho de Banheiro
07. Beagá
08. Nunca Mais Vou Trabalhar (Part. Wado)

09. Beleza De Você
10. Debaixo De Chuva
11. Sobre Tudo o Que Diz Adeus

Download


III (2015)
01. Aconteceu
02. Ai Ai
03. Café com Pão
04. Dança Diferente
05. Invejosa
06. Mantra
07. O Sol Chegou
08. Serena Noche
09. Se Você Fosse Minha
10. Tudo de Novo
11. Vampiro Da Rua XV



Senha dos arquivos: brrock



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.